<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=360133424683380&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Jogos de azar para financiar jornalismo de "classe mundial"

A empresa canadense de mídia Torstar vai lançar um cassino online em Ontário

Torstar - proprietária de uma das organizações de notícias mais antigas e influentes do Canadá e editora de vários jornais nacionais - apresentou uma ideia inovadora para tentar manter-se financeiramente à tona em meio a fluxos cada vez menores de receita de publicidade e circulação, afetando a mídia impressa em todo o mundo.

O proprietário do Toronto Star, o Hamilton Spectator e outras publicações anunciaram que planeja lançar um cassino online em Ontário ainda este ano, para criar um novo fluxo de receita para seus jornais.

Reconhecendo que a organização de notícias viu sua receita cair significativamente durante os últimos anos, o diretor de desenvolvimento corporativo da Torstar, Carey Goodman, disse que a opção de jogo online ajudará a pagar por "jornalismo de classe mundial".

Jogos de azar para financiar jornalismo de "classe mundial"SiGMA NewsUm consultor da indústria de jogos contratado pela Torstar para ajudar a criar o cassino online disse que, embora seja muito cedo para prever quanto dinheiro a organização de notícias ganhará com esta iniciativa; ajudará a criar um novo fluxo de receita para financiar seu jornalismo.

“O que sabemos é que Torstar está procurando diversificar o modelo de receita de como financiamos e pagamos repórteres, colunistas e equipe editorial”.

Esta é apenas uma das iniciativas mais recentes do grupo de mídia canadense para tentar sustentar sua receita para compensar a perda de receita tradicional com publicidade.

Em novembro passado, a empresa lançou um serviço de entrega de encomendas e no início deste ano fez uma parceria com o varejista Gold Town para adquirir a marca SCOREGolf.

Embora várias organizações de mídia de notícias em todo o mundo estejam lutando para encontrar novas fontes de receita, como o advento da mídia digital lhes deu um golpe quase fatal, os críticos temem que essas iniciativas possam ter um impacto negativo sobre a independência do jornalismo.

Muitos argumentam que, se as organizações de notícias começarem a depender de outras empresas e subsídios do governo, pode ser muito difícil fazer reportagens objetivas sobre questões relacionadas a seus próprios novos fluxos de receita.


O SiGMA Roadshow

O SiGMA Roadshow está intensificando seu jogo; agora virtual, o webinar assumirá uma nova jurisdição a cada mês, visando uma agenda global de tópicos relevantes de conferência e um pequeno, mas movimentado, espaço de exposição. Realizada em uma plataforma interativa, a mini conferência de 2 horas se aprofundará em 5 áreas-chave de debate, trazendo temas específicos para a região - como regulamentação, impostos, conformidade e tecnologia emergente, para uma mesa de pensadores e acadêmicos especialistas nas áreas. O SiGMA Roadshow Virtual refletirá a abertura de eventos globais do SiGMA em 5 grandes regiões nos próximos anos, sendo elas: Europa, região da CEI, Ásia, Américas e África. O evento mensal, que começa com uma turnê mundial por 14 países, começa com a recém-legislada Ucrânia e será publicado via podcast.

Posts relacionados