Apostar para ganhar de volta

Quando uma pessoa joga para ganhar, um problema de jogo em potencial pode se transformar em um vício de jogo

Chegamos à terceira e última parte de nossa minissérie sobre a curva do vício em jogo e nossa tentativa de visualizar a conexão entre o motivo pelo qual alguém joga e suas possíveis consequências. Vamos dar uma olhada nas apostas para ganhar de volta.

Aqui estão alguns sinais de que a pessoa mudou a motivação para jogar:

  • A pessoa deixa o jogo controlar sua vida
  • A pessoa mente para as pessoas ao seu redor
  • A pessoa pega empréstimos e suas dívidas aumentam.
  • O jogo não é mais diversão. A pessoa está desesperada para recuperar tudo que perdeu.
  • A pessoa está sempre procurando por dinheiro para jogar
  • A pessoa procura uma saída; pensamentos de suicídio são comuns.

Você se lembra da definição de vício em jogos de azar?

“Para um viciado em jogos de azar, as consequências negativas são mais óbvias; as pessoas ao redor da pessoa começaram a reagir; tanto as finanças quanto a saúde pessoal são afetadas. A pessoa se concentra em encontrar dinheiro para jogar. A aposta não é mais uma diversão. Em vez disso, o viciado é impelido pelo desespero de recuperar o dinheiro que perdeu.

Nesta fase, o jogo tornou-se um perigo para a saúde das pessoas. Se a pessoa não consegue parar e ninguém tenta ajudá-la, o seguinte é iminente

  • Falência pessoal
  • Divórcio
  • Prisão
  • Suicídio

Para um viciado em jogos de azar, todo o entretenimento se foi! Naturalmente, o indivíduo é responsável pela situação, mas acredito que toda a indústria do jogo se beneficiaria em garantir que essas pessoas recebam a ajuda de que precisam.

Então, o que podemos fazer?

Apostar para ganhar de volta | SiGMA NewsPrecisamos colaborar. Em mercados regulamentados, as autoridades e as empresas de jogos de azar precisam cooperar com organizações como QuitGamble.com e Gambler Anonymous (GA).

Acredito que estamos todos no mesmo negócio de tentar fazer as pessoas felizes. Temos apenas maneiras diferentes de fazer isso. Não seria incrível se o jogo pudesse continuar sendo divertido e que juntos desenvolvêssemos um sistema de segurança que captura aqueles que correm o risco de se machucarem com os jogos de azar?

A suposição em QuitGamble.com é que o jogo não é a causa do vício. A causa do vício é a dor. O jogo é apenas uma forma de escapar da dor. É a fuga que faz com que a pessoa se vicie.

Incontáveis jogadores compulsivos testemunharam a calma que experimentam durante o tempo que jogam. Por algum tempo precioso, ninguém os está criticando, ou eles não se sentem sozinhos ou entediados.

Nós da QuitGamble.com gostaríamos de colaborar com cassinos e apostas esportivas para ajudar as pessoas a recuperar o controle sobre suas vidas.

Apostar deveria ser apenas uma forma de diversão

Para você que se vê no limite da curva do vício em jogo de azar.

Vamos para a próxima SAÍDA! Você consegue!

Se você ainda está conosco, saiba que não é em apostas que você está viciado ... É a fuga da realidade.

Vamos começar fazendo o Teste de Felicidade. Não mostrará se você é viciado em jogos de azar. Você já sabe se tem problemas com isso. Em vez disso, o Teste de Felicidade é desenvolvido para ver o que causa dor em você. Em outras palavras, em que parte as necessidades não são atendidas.

Não importa onde você está na curva hoje ... Em QuitGamble.com, você obtém acesso a algumas ferramentas poderosas ajustadas às suas necessidades. A plataforma está disponível 24 horas por dia. Comece seu desenvolvimento hoje!

Este é o final de nossa minissérie sobre a Curva do Vício em Jogos de Azar, com uma breve introdução aoQuitGamble.com.

Palavras de Anders Bergman, fundador da QuitGamble.com. Na QuitGamble, Bergman ajuda pessoas a encontrarem a causa de seus vícios e como tratá-los.

Sobre o site renovado do SiGMA:

O Grupo SiGMA tem o prazer de anunciar o lançamento de seu site renovado. O site está atualmente disponível em 5 idiomas: inglês, russo, mandarim, português e espanhol; o plano é adicionar outros 5 idiomas nos próximos meses -  francês, tailandês, coreano, japonês e hindi.

Related Posts